sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Fééérias

                        Demorou + chegou! =D


quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

A sua voz me segue junto ao som do vento
Teu cheiro me persegue, afio pelo ar
Em flashes te desenho em meu pensamento
Até de olhos fechados vejo o seu olhar
Ah, o teu olhar...
Quando acontece não tem pra que, nem porquê
Eu admito, me enlouqueço por você
Não quero nem saber!
Quero de novo, todo dia, cada dia mais
Eu me apaixono nas loucuras que a gente faz
É nesse teu jeitinho que eu me apego bem facinho ♪

De boneca, nada tem.. pode abraçar, não vai quebrar.. também não é de porcelana. não é perfeita.
pensa demais.. é tolerante com todos menos com ela mesma.
vê a essência tbm nota aparencia. confia desconfiando do mundo à volta.
ama muito porém poucos. todos merecem admiração, até que se prove o contrário.
o tempo acompanha o humor. tristes dias nublados alegres dias de sol.
Têm muitos planos e metas, alguns medos e um punhado de sonhos. Não tem hora certa e errada. Ela escolhe por querer. Só se importa com quem entende.
Sem meias palavras afirma que é difícil demonstrar sentimentos profundos de afetos quando não necessário, não finge sentimentos, e sem delongas expressa o que sente sendo positivo ou negativo, ela demonstra.

A vida num todo...

A vida é feita de surpresas onde sua missão é viver, alguns momentos podem durar tão pouco e ficar na sua memória por muito tempo, algumas pessoas podem fazer muito pouca parte da sua vida e ser considerada pra sempre. Imagino um dia em que todas as pessoas tivessem o direito de ser feliz, mesmo que seja só por um momento, para ter a oportunidade de sentir o que realmente desejam e acreditar que sonhos não são bobagens. as vezes você percebe que as aparências enganam e você pode sofrer muito com isso !O tempo é uma coisa que não permite voltar para trás, então só se arrependa do que você não fez, aproveite cada segundinho da vida , pra ficar guardado eternamente em sua memória.

Com o tempo a gente aprende que errar é humano, que todos nós erramos e que as vezes mesmo certos temos que abaixar a cabeça e pedir desculpa; E que as vezes é preciso ouvir o que as pessoas tem a dizer; Com o tempo aprendemos a jogar nessa vida, aprendemos que a cada tombo é preciso levantar de cabeça erguida; Aprendemos que nem todas as manhas são de sol, e que nem sempre tudo na vida é como nós queremos; Com o tempo conhecemos pessoas, e descobrimos sentimentos; Com o tempo aprendemos a dar valor a cada segundo que temos, pois aprendemos que em um segundo tudo pode mudar; A vida passa e descobrimos quem são nossos amigos verdadeiros; e as vezes que pessoas desconhecidas te valorizam mais, do que as que estão todos os dias com você; Com o tempo a gente erra mais tambem acerta e mais cedo ou mais tarde, a gente aprende que temos que aceitar cada um como é. E que ninguem é melhor do que ninguém pelo menos nessa vida; Com o tempo a própria vida vai ensinar como viver.
 Mude, cresça, não pelos outros, mas por você mesma. Lute, continue, acredite, não se renda tão facilmente aos obstáculos impostos pela sociedade, quando você quer, sonha e acredita verdadeiramente, seus sonhos podem se tornar realidade. Não abaixe a cabeça em uma derrota, saiba ser humilde e se desculpar nas horas certas. Saiba agradecer a todos aqueles que te ajudaram a chegar onde você está agora. Nunca deixe que os pensamentos ou as palavras de pessoas alheias te prejudiquem, o que realmente importa é a opinião daqueles que te amam, afinal são eles que sabem dos seus segredos e que te aturam o tempo inteiro e aqueles que te julgam sem conhecer, certamente têm seus argumentos baseados em boatos inventados para te prejudicar.
Todo dia é um novo amanhecer vindo de um novo dia, com novas espectativas e novos objetivos a serem traçados.
 Rir é correr risco de parecer tolo. Chorar é correr o risco de parecer sentimental. Estender a mão é correr o risco de se envolver. Expor seus sentimentos é correr o risco de mostrar seu verdadeiro eu. Defender seus sonhos e idéias diante da multidão é correr o risco de perder as pessoas. Amar é correr o risco de não ser correspondido. Viver é correr o risco de morrer. Confiar é correr o risco de se decepcionar. Tentar é correr o risco de fracassar. Mas os riscos devem ser corridos, porque o maior perigo é não arriscar nada. Há pessoas que não correm nenhum risco, não fazem nada, não têm nada e não são nada. Elas podem até evitar sofrimentos e desilusões, mas elas não conseguem nada, não sentem nada, não mudam, não crescem, não amam, não vivem. Acorrentadas por suas atitudes, elas viram escravas, privam-se de sua liberdade. Somente a pessoa que corre riscos é livre.
 As vezes um sorriso falso pode ser um consolo para nós mesmos. As vezes não damos valor aos amigos, aos familiares, as pessoas que amamos, mas quando perdemos, vimos o quanto eles fazem falta. Saudade. Ah! A saudade. Ela dói tanto que as vezes queremos tirar alguém dos nossos pensamentos para ficarmos bem. A solidão pode ser o melhor remédio ou a pior droga, depende do momento. Chorar é como tirar um peso da consciência com as mãos. Ou pode nos render simplesmente mais dor de cabeça ainda. Bom mesmo é amar, sorrir, cantar, viver como se não houvesse amanhã. É andar por ai de cabeça erguida, ser você mesmo. Amar os amigos, fazê-los bem, para que você se sinta bem também.
Por que não escolhemos quem iremos ser quando crescer e sim o futuro nos mostra quem nos tornamos ao crescer? Por que temos desilusões, mas mesmo assim continuamos insistindo naquilo que sabemos que dará certo. Por que não escolhemos em que família pertencer, escolher nossos próprios nomes, algo que é tão nosso, pessoal, mas que foi dado por outra pessoa, até mesmo por alguém fora da família? Por que choramos, se sabemos que o amanhecer é belo, e que as estrelas ainda brilham? Por que temos vontade de gritar quando não se pode, ou quando não é o momento certo? Por que quando uma lágrima quer cair e nós tentamos segurar não dá certo e ela escorre em nossa face? Por que nada é como nós queriamos que fosse? Por que as pessoas não nos compreendem? Por que temos que sempre fazer as coisas certas e nunca pular um pouco as regras da vida? Por que muitas vezes queremos algo que não podemos ter, como o pai melhor do mundo, a mãe mais carinhosa, os irmãos mais legais, aquele amigo que podemos contar tudo e confiar cegamente, aquele namorado perfeito, aquele cachorro que te obedece só de você olhar, aquele amor pela primeira vista, mas que dura para sempre, aquele cabelo lindo que nem o da modelo da capa, aquele sapato “super” que você viu na vitrine, aquela bermuda de cem reais que você viu naquela loja maravilhosa, ou até mudar um pouco nosso jeito de ver a vida? Por que? São tantas perguntas que não caberiam aqui, mas são perguntas que tem uma resposta: se a vida fosse tão fácil ela não seria tão gostosa de viver, seria sem graça “sem sal”, se tudo fosse permitido não fariamos nada escondido, pois “escondido é mais gostoso”, a família seria perfeita, mas quem disse que uma briguinha de vez em quando não é bom? Pois não há ninguém perfeito nesse mundo, nem eu e nem você. Somos todos iguais pessoas com coração, esse que muitas vezes se machuca, se parte e para cicatrizar demora um tempão, mas acaba cicatrizando, fica feridas? Sim, mas feridas que só servem de consolo para poder reelembrar daquilo que nos causou dor, mas que um dia demos a volta por cima e se transformou numa ferida, ferida essa que dá alívio ao nosso ser e alma. Devemos viver essa vida intensamente, sem medo de errar, pois ela esta ai para ser explorada da melhor forma que podemos e que queremos, vamos bater a cabeça? Vamos, mas pensa...se não batessemos tanto nossa cabeça como aprenderiamos aquilo que é nosso dever aprender? Como saberiamos em quem confiar de verdade, qual é a pessoa certa, aquela que te fará feliz para sempre e que estará contigo nos momentos mais difíceis! O amor é um carinha meio doido, mas é aquele que nos ensina a arte de amar, ele machuca? Muito, mas depois quando nos da seu carinho, ele é a melhor coisa que podemos ter nessa vida, você pode ter nada, mas com ele você tem tudo. Ésse é o nosso momento, devemos aproveita-lo da melhor forma possivel, viva cada minuto sa sua vida como se fosse o último, chore ou ria, seja alegre ou seja triste, ame ou odeie, fique ou namore, beije ou abrace, mas o importante é ser feliz. Tenha suas derrotas como uma lição, pra lá na frente você fazer o certo e de cabeça erguida! As lágrimas são feitas para consolar nosso coração, chorar é bom demais, é como se estivesse tirando um peso de nós, algo que esta a nos machucar! Por isso, chore o quanto for preciso, pois só suas lágrimas sabem o motivo de tanta dor. Pensar no futuro é até bom, mas não recomendavel, devemos pensar no agora, fazer tudo o que queremos, da forma que queremos, aonde queremos e não ter o porquê que queremos. Quando for fazer algo não pense muitas vezes, pois quem pensa muito acaba fazendo nada. Não combine e marque nada, faça tudo na hora, quando der “na telha”, esse é o segredo, pois se você combinar ou marcar, nunca acabará dando certo! Viva sem medo de viver!

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

02/02/2012

Não sei porque resolvi vim escrever aqui, mas estou me sentindo tão farta de algumas coisas, pode ser a TPM, sempre essa infeliz, que me deixa "infeliz".
Tem tantas coisas acontecendo, e justo hoje o facebook resolve ficar fora do ar, que sacanagem!
A uns dias atrás eu estava tendo muitos pesadelos, mas não acho que sejam exatamente pesadelos, na maioria das vezes são avisos, e alguns são medos reprimidos, que só quando acordo percebo o que eu estava sentindo e não conseguia distinguir. Semana que vem as aulas estão de volta, e aiii volta tudoo como era, ou não...
Estou com tantas saudades da Dani, é em dias como esse que eu sinto muito mais a falta dela, mas sei que lá em Itu esta muito melhor para ela ficar do que aqui, na bagunça que anda lá em casa.
A dor de cabeça não me deixa, e eu estou quase pirando dentro deste escritório, uff que sufocação. Fazia tanto tempo que eu não parava pra escrever tudo que acontece a minha volta, eu tinha esse costume no colegial, taaantas historias guardadas...mas depois disso, parei. Passei quase 4 anos sem escrever tudo que se passa tanto dentro quanto fora de mim.