terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Meus 22 anos *-*



 
Eu tenho medos bobos e coragens absurdas.
Sou fútil, mas não acompanho moda e meto um chinelinho pra parecer desencanada. Sou romântica, entro em pânico só de pensar em não ser amada. Eu vivo à espera daquele momento, mas não sei que momento é esse. Às vezes sinto cheiros e morro de saudades de coisas que já não me lembro mais. Eu me orgulho de todas as minhas lembranças ingênuas, mas tenho consciência de que foi a minha fragilidade cansada que me transformou numa pessoa irônica.Eu tenho uma risada escandalosa que me envergonha e uma carência que me faz querer estar com você a qualquer hora.Passo metade do dia rindo do quanto sou dramática e exagerada. Eu sei de cor tudo o que tenho que fazer para dar certo, mas tenho medo da responsabilidade de ser notada.Adoro o toque do telefone que quebra o silêncio da solidão, a força leve da caneta no papel que pode transformar tantas coisas e o som do seu carro chegando para me buscar. Às vezes, eu gosto apenas da folha em branco, do silêncio, da noite e da janela fechada, acho normal que às vezes o ar se despeça do meu mundinho fechado e me faça vagar pela falta de pressão do universo.Minha mão fica tão gelada e meu coração tão quente quando estou com meu amor.
Um pedido??
Eu pediria um presente, de qualquer forma, tão raro e custoso,  uma dádiva tão simples...
Amor e Amizade...
Quer saber?
Eu tenho e agradecerei por isso enquanto eu respirar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário